Make your own free website on Tripod.com

Capoeira Sul da Bahia

Ganga Zumba
Home
Horarios das Aulas
Sobre o nosso Grupo
PROFESSOR
Fotos
Eventos
Historia da Capoeira
Mestre Bimba
Mestre Pastinha
Quilombo dos Palmares
zumbi
Ganga Zumba
Mestre Railson
Links
Contate-nos

GANGA-ZUMBA

(O Grande Chefe)

A história comete uma injustiça quando conta a saga do Quilombo dos Palmares. Nela, Zumbi aparece como o grande e único personagem na luta contra o governo escravocrata. A verdade é que Palmares só foi o que foi graças a Ganga-Zumba, o grande estadista do quilombo.

Pouco se sabe dele. Era um negro africano alto e forte que chegou a Palmares por volta de 1630. Nesta época, Palmares era formado por povoados, os mocambos (mukambo é esconderijo no dialeto banto), Ganga Zumba sabia que um quilombo unido dificilmente seria vencido e procurou os líderes locais.

Reuniu os onze maiores mocambos em uma confederação e foi eleito comandante geral. E assim, iniciou-se o período mais próspero e feliz da existência de Palmares. Porém para tentar acabar com as tentativas de invasão que não cessavam e que obrigavam os habitantes de Palmares a viverem sempre na expectativa de uma guerra, Ganga Zumba, em 1678, decidiu negociar uma paz duradoura com os brancos.

Zumbi e a maioria do povo do quilombo não acreditaram na paz dos brancos.

Foi a primeira discórdia dentro do quilombo. E assim, Ganga Zumba, no dia 5 de fevereiro de 1678, acompanhado de 400 quilombolas, foi para Recife e depois rumo a Cucaú onde, depois de conhecer o local onde se instalariam, percebeu que caíra numa armadilha.

Despediu-se de seus homens mandando-os e volta a Palmares e se matou tomando um licor envenenado.